28 setembro 2006

Cerrado no escuro...

Eu não mais me reconheço. Esqueci-me do que sou, Do que sei, Do que faço. Abdiquei-me de mim mesmo No momento em que cerrei meus olhos. Minha essência esvaiu-se, Minha mente se esgotou. Volto-me à face do lirismo sem causa, Enclausurado naquilo que eu conheço de melhor: O escuro... E ainda que me batam novamente à porta, Mantê-la-ei cerrada, selada, Até que a nuvem obscura se disperse...
Comentários
1 Comentários

1 comments:

A disse...

Qdo td está perdido
Sempre existe uma luz
Qdo td está perdido
Sempre existe um amigo
Qdo td está perdido
Eu me sinto tão sozinho
Qdo td está perdido
Não quero mais ser, quem eu sou

Mas não me diga isso
Não me dê atenção
E obrigado por pensar em mim.

Postar um comentário

Regras são chatas, mas...

- Seu comentário precisa ter relação com o assunto do post;
- Em hipótese alguma faça propaganda de outros blogs ou sites;
- Não inclua links desnecessários no conteúdo do seu comentário;
- Se quiser deixar sua URL, comente usando a opção OpenID;
- CAIXA ALTA, miguxês ou erros de ortografia não serão tolerados;
- Ofensas pessoais, ameaças e xingamentos não são permitidos;