23 abril 2009

Liberdade


Acredite, liberdade é um estado de espírito,
E não uma mera condição.
Mesmo que seja teu o mais leviano coração,
Mesmo que seja tua a voz da mais bela canção,
Tu não te sentirás livre,
Se não detiveres o controle
Do teu próprio pensamento.

Em teu gesto há mérito...
Algo muito além de personalidade ou filosofia.
Mais gracioso que qualquer alegoria,
Não há similaridade ou analogia
Que tire de ti a alegria
De ser quem és,
Ou de sentir teu próprio sentimento.
Comentários
2 Comentários

2 comments:

Aline disse...

Parabéns Léo! Adorei o poema. Me identifico muito com esse seu conceito de liberdade.

Heronildes disse...

tá lindo, tô esperando o lançamento, quero um autográfo especial.

Postar um comentário

Regras são chatas, mas...

- Seu comentário precisa ter relação com o assunto do post;
- Em hipótese alguma faça propaganda de outros blogs ou sites;
- Não inclua links desnecessários no conteúdo do seu comentário;
- Se quiser deixar sua URL, comente usando a opção OpenID;
- CAIXA ALTA, miguxês ou erros de ortografia não serão tolerados;
- Ofensas pessoais, ameaças e xingamentos não são permitidos;