04 agosto 2006

Perspectiva de Futuro

Ter perspectiva de futuro nos leva a caminhar mais e mais na direção de um objetivo. E vejo que é isso que falta em muita gente que me cerca, lá onde moro... Não é preciso ser um letrado ou um acadêmico para se ter uma boa idéia de onde se quer chegar na vida. Basta apenas persistência, coragem e paciência. Existem tantos sonhos não tão difíceis assim de se alcançar... Volta e meia me pego parado, escutando as conversas dos homens de mesma idade que eu, lá onde moro. E em quase todas as ocasiões, sinto-me um ser a parte. Não que eu esteja dizendo que sou melhor ou pior que pessoa alguma, apenas digo que penso diferente sobre a maioria das coisas. Falam sobre mulheres, futebol, rivalidades entre grupos de bairros vizinhos, brigas... Muitas vezes ouvi falarem de armas de fogo, imbutidas em palavras como "ferro" ou "cano". Já ouvi muito sobre drogas, ou melhor, "pó", "bagulho" (ainda usam essa expressão), "parada", bem ali na rua onde moro. Garotas de quinze anos que engravidaram aos quatorze, homossexuais morando em grupos de treze numa casa, garotos de programa que cobram para ter relações sexuais com homossexuais, e homossexuais que os pagam... Já vi garotos de doze anos brigando por um trago no cigarro, ou caindo de bêbados pelos cantos... "Mente vazia é a morada do Diabo!", quem já não ouviu isso dos avós? Podem ter certeza de que eles têm razão. Como evoluir a mente se não se tem no que pensar? As pessoas me dizem que, por conviver com pessoas ditas intelectualizadas (universitários), eu extendi a minha forma de pensar, amadureci muito, mesmo tendo sido maduro desde criança. Acredito que, em parte, elas estão corretas. Existem muitas idéias diferentes a cerca de coisas diversas pairando nos ares da UFBA. Negros, brancos, imigrantes, deficientes físicos, homossexuais, drogados, religiosos e "esclarecidos"... Isso nos faz pensar muito, formular teorias e crenças próprias a respeito da sociedade e de nós mesmos. Mas se eu já era maduro desde criança, em quais valores eu me apeguei? "É de pequenino que se torçe o pepino", dizem os mais velhos. E, novamente, eles possuem razão. Educação vem de berço, mesmo se os pais não a tiveram quando criança. É possível projetar nos filhos aquilo que nos faltou, aquilo que achamos certo após anos de vivência. Não acretido que a tendência natural das coisas é repetir os mesmos erros dos nossos pais, se é verdade que sempre queremos o melhor para os nossos filhos. Como prova, exibiram num programa de TV (eita rede Globo...) uma reportagem onde um casal de analfabetos conseguiu a proeza de ter todos os filhos com nível superior: engenheiros, médicos, professores. Milagre? Não mesmo. Criar perspectiva de futuro nos nossos filhos é o que os encoraja a seguir no caminho que nós achamos certo, até que eles, por sí mesmos, encontrem o próprio caminho. "Educação é a única riqueza que nós podemos te deixar". Mais uma dos coroas... É fácil amadurecer quando se tem uma visão mais ampla do mundo. Fica fácil entender as diferenças, concluir sobre fatos ali, bem perto de nós, ou aqueles que ocorrem sobre mísseis e mísseis, do outro lado do mundo. É possível sair do senso comum. Mas ainda que a nossa educação nos seja falha ou faltosa, ainda há o que se fazer. "Nunca é tarde para começar", eles dizem. Mais um gol de placa... Tente alcançar tudo o que ainda seja possível, como uma faculdade, ou aprender a ler, viajar, ter filhos (ou adotá-los), encontra um novo amor... Mexa-se, o tempo não lh espera...
Comentários
1 Comentários

1 comments:

A disse...

Oi, é o q eu sempre achei. O grande mal q aflige a sociedade brasileira, especialmente a juventude, é a falta de perspectiva.
É olhar pra tds os lados, pro q acontece a nossa volta, e não achar o q fazer, como agir, por não saber onde se pode chegar. Pior, por saber não ter onde chegar.
Estagnação, comodismo, mortos-vivos pros próprios sonhos e anseios.

Postar um comentário

Regras são chatas, mas...

- Seu comentário precisa ter relação com o assunto do post;
- Em hipótese alguma faça propaganda de outros blogs ou sites;
- Não inclua links desnecessários no conteúdo do seu comentário;
- Se quiser deixar sua URL, comente usando a opção OpenID;
- CAIXA ALTA, miguxês ou erros de ortografia não serão tolerados;
- Ofensas pessoais, ameaças e xingamentos não são permitidos;