26 junho 2006

Máscaras

Esse é um assunto deveras delicado. Sabemos que as pessoas se utilizam de certas "máscaras" para os mais diversos fins, benéficos ou não, que atingem a si próprias ou outras pessoas, e podem ou não se sentirem culpadas por isso. Como lidar com isso, então? Bem, vamos primeiro ver o lado positivo das coisas. Conheço pessoas que se utilizam de máscaras para motivos bons. Tímidas ao extremo, quando se mascaram, se sentem livres para falar e fazer coisas que há muito tempo desejavam, como falar sobre sexo, por exemplo. Crescem como pessoas quando isso ocorre, amadurecem, tiram suas dúvidas e medos, e são até capazes de ajudarem pessoas na mesma situação. Tirada a máscara, voltam a ser pessoas pacatas, incapazes de discutir tais assuntos, ou fazer tais coisas, mas ainda assim alimentam idéias surpreendentes na cabeça, esperando somente uma oportunidade de concretizá-las. Porém, como em tudo na vida, existe a banda podre. Falo daquelas pessoas a quem chamamos de "duas caras", no sentido realmente pejorativo da expressão. Aquelas que mantêm uma aparência agradável, atitudes cordiais para com todos a sua volta, um sorriso de orelha a orelha, e quando damos as costas, sentimos pequenas alfinetadas, comentários maldosos, atitudes desleais, ou mesmo aquele olhar invejoso, o "mau olhado", como dizem. E é incrível como essa "energia negativa" realmente afeta o nosso desempenho nas nossas atividades, o nosso bom humor, bem estar, felicidade. Se até as plantas a sentem, por que nós não as sentiríamos? Plantas morrem, e nós? Não sei se uso máscaras, pois nunca fiz nada de que me envergonhasse, a ponto de me esconder das pessoas e de mim mesmo. Penso muita coisa que, se expusesse, com certeza pessoas que conheço me olhariam com ar de reprovação. E daí? São só pensamentos, e desde que não prejudiquem as pessoas com quem convivo, continuarei a tê-los. O importante é que ando tranquilo com a minha consciência. Pelo menos por enquanto...
Comentários
1 Comentários

1 comments:

A disse...

Pau q bate em Chico, bate em Francisco.

Procuro ficar afastada de pessoas assim, primeiro pra elas não terem o q falar, segundo pra não ouví-las falando mal da vida alheia.

Mas tem os tímidos, coitados, tem q ser tanta coisa p/ poder ser o q sempre quis: aquela pérola dentro da concha, escondidinha...

Postar um comentário

Regras são chatas, mas...

- Seu comentário precisa ter relação com o assunto do post;
- Em hipótese alguma faça propaganda de outros blogs ou sites;
- Não inclua links desnecessários no conteúdo do seu comentário;
- Se quiser deixar sua URL, comente usando a opção OpenID;
- CAIXA ALTA, miguxês ou erros de ortografia não serão tolerados;
- Ofensas pessoais, ameaças e xingamentos não são permitidos;